Conte sua Histórias

Maria Ferreira, mineira, criada pelo pai e irmã mais velha. Aos 71 anos e com uma vida bem ativa, tem planos e sonhos.

Vive cada dia com muita intensidade e amor em tudo o que faz. Segundo ela, a preguiça e a falta de coragem impedem as pessoas de terem uma vida plena.

Maria casou-se cedo, teve 5 filhos, mudou se para São Paulo em 1976. Sempre havia morado em cidades pequenas e na roça algumas vezes, para ajudar no orçamento da casa, arrumava um tempinho e trabalhava como lavadeira. Aos 32 anos, Maria se viu em uma situação que jamais imaginara. Foi abandonada pelo marido com 5 filhos pequenos.

Sem emprego, sem rumo, veio o desespero. Não conhecia ninguém em São Paulo, o filho mais velho tinha 14 anos e o caçula, 6 anos de idade. E agora o que fazer? Era a pergunta que mais fazia.

Maria seguia firme no pensamento: “Meu pai criou 8 filhos; pois bem, eu também posso criar os meus. Afinal, superação era uma palavra que sempre fizera parte da sua vida.

Com muito esforço conseguiu um emprego em uma fabrica. Sua jornada de trabalho era das 6h às 22h. Em 1981 realiza seu primeiro sonho, a casa própria. Mulher inquieta, que adora viver a vida, Maria diz que “dorme cedo para levantar cedo e aproveitar a vida”.

Em 2007 resolveu que iria pra Europa, a saúde não estava bem, no entanto ela estava decidida a se tratar para realizar seu sonho, em 2008 ela embarcava no avião com destino a Inglaterra, País de Gales e Itália, 2012 Europa (Inglaterra, País de Gales, Itália, França e Escócia), Viagem que durou 3 meses.

Em 2016 foi a vez de conhecer Nova Iorque. Topa sempre viajar e ainda brinca, dizendo que já deixa a mala pronta! Adora viajar, deste ultimo passeio voltou decidida a aprender outro idioma, quer ter mais autonomia, por isso esta estudando Inglês.

“Eu topo, pois não tenho medo de ir, do novo!”, Maria não se intimida com os obstáculos, seja idioma, tempo de viagem ou financeiro. A vida é muito boa para você limitá-la, vamos aprender com o exemplo de Maria: “Eu estou de bem com a vida todo dia…Gosto de viajar, de trabalhar e de tudo o que faço; faço por prazer, não por obrigação. Meu sonho: viver até aos 90 anos, acho que está bom… Viajar? Eu topo!”.

4 Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário